Histórico
 17/10/2004 a 23/10/2004
 20/06/2004 a 26/06/2004
 13/06/2004 a 19/06/2004
 06/06/2004 a 12/06/2004
 16/05/2004 a 22/05/2004
 09/05/2004 a 15/05/2004
 02/05/2004 a 08/05/2004


Votação
 Dê uma nota para meu blog


Outros sites
 UOL
 UOL SITES


A vida nada fácil de uma diretora de escola...pública!
 

Voltando.....

Alguns meses sem registrar nada, muita correria e displicência também...

A escola caminha, com todas as suas alegrias e dores e cores...alguns dias tudo rosa...outros no entanto tudo cinza...mas acreditando sempre na força da educação e em seu poder transformador

Quero mandar um beijo  nesse meu retorno para Professora Laís de Cubatão...pessoa especial que um dia visitou esse modesto e desorganizado blog e ai nos conhecemos...super beijo

Voltando a conexão!

 



 Escrito por Vivian K. às 22h11 [] [envie esta mensagem]



A educação é antes de tudo um ato político!

O título da mensagem de hoje é na verdade uma frase de Paulo Freire. Sempre reflito sobre essa frase e fico pensando que certamente iríamos conseguir mais respeito se nós professores tivessemos a exata dimensão de que a educação nãó é neutra, de que nosso ofício é diferente de qualquer outro e de que precisamos efetivamente, a despeito das adversidades,nos comprometer de fato com o aprendizado dos nossos alunos. Basta!  é triste ouvirmos ainda em nossos conselhos de classe e série: nós ensinamos , eles (alunos) é que não aprendem. Lamentável que o processo ensino aprendizagem seja visto como mão única e não como uma relação de troca, dinâmica ...

Outro dia passando pelas salas de aula( o período da tarde está a cada dia mais caótico) me entristeci com o que constatei. Alunos copiando coisas desprovidas de sentido, questões na lousa para serem feitas sem nenhuma discussão prévia( e a professora indignada me garantiu que eram " para nota"), sempre disse que uma escola se faz na sala de aula é esse o espaço efetivamente revolucionário, no entanto e lamentavelmente nossas salas de aulas estão cada dia mais empobrecidas pelo despreparo,pela desmotivação, pela falta de compromisso e sobretudo pela falta de consciência de que a educação é "antes de tudo um ato político..(Paulo Freire).



 Escrito por Vivian K. às 22h47 [] [envie esta mensagem]



Sobre manos e afins

Sábado, fui trabalhar de tarde no Programa Escola da Família...pouca família e muitos manos. Como sempre o tom que marca meu diálogo com esses rapazes literalmente perdidos da periferia é de respeito e tento convencê-los que aquele momento(estava tendo aula de pintura na escola e outras atividades) não era propício para o som que queriam ouvir...e logo o tom da conversa "vira" e ai vem ameaça...se não fizer de nosso jeito  pichamos a escola, fumamos maconha aqui  dentro...detonamos com tudo...tento argumentar e digo; essa escola não é minha é de todos...e é difícil falar com pessoas que não reconhecem a autoridade e sobretudo o compromisso de uma pessoa com a escola pública...as vezes essa sensação é muito frustrante pois nos sentimos reféns.

Quanto equívoco!!!  os nossos governantes estão distantes da realidade...o que fazer com jovens cuja família literalmente declinou de seu papel? a escola que hoje mal da conta de sua função primeira( transmitir conhecimentos de forma sistematizada , critíca e reflexiva)....ainda toma para sí a ingrata e difícil e muitas vezes impossível tarefa de fazer as vezes da família.....onde iremos parar?????



 Escrito por Vivian K. às 23h33 [] [envie esta mensagem]



Provocação

É urgente que a escola contemple a diversidade(este ano elencamos este o tema de nosso planejamento).Hoje quero provocar: professor como anda lidando em sua sala de aula com o aluno com orientação homessexual e que é alvo constante de piadas? Como lida com o apelido cruel e que destrói a auto estima de muitos jovens? E com po racismo que lamentavelmente nossos jovens negros ainda sofrem todos os dias nas salas de aula?

Você professor se cala,se anestesia? ou consciente de seu papel social e sobretudo formador trabalha essas questãos com urgência e consciência?

Anos atrás quando um jovem, por anos a fio apelidado, humilhado dentro da escola , provocou uma tragédia atirando em várias pessoas lí um artigo muito bem escrito(hoje não me lembro por quem) que dizia: onde estavam todos?

A pergunta final é: professor vc em sua sala de aula, está inteiro ou pela metade?



 Escrito por Vivian K. às 01h23 [] [envie esta mensagem]



Adoro os poetas porque conseguem traduzir os sentimentos em palavras de maneira única. Uma professora me escreveu ao ler este blog e iniciei um e-mail resposta com a seguinte frase da maravilhosa Cecilia Meireles.."O vento é o mesmo,mas a resposta é diferente em cada folha"...lembro tanto de nossos alunos quando leio essa frase.Até quando continuaremos com nossa verdadeira obscessão pela  uniformidade, pela homogeneidade..impossível de se conseguir quando tratamos de educação, formação e pessoas...



 Escrito por Vivian K. às 22h47 [] [envie esta mensagem]



Sobre a falta de continuidade...

Ultimamente não tenho conseguido realizar nenhum registro neste modesto blog.A escola como sempre "pegando fogo", muitos problemas...a ausência de professores vitima o cotidiano da escola e nada afeta mais a educação do que a falta de continuidade...o que fazer?Para contribuir mais ainda  com o caos ainda corremos o risco de ter ingresso de professores efetivos no meio do ano.Pergunta: como fica a continuidade do trabalho pedagógico?

Enfim  caminhamos e a despeito das adversidades buscamos realizar nosso trabalho com  compromisso e seriedade...até



 Escrito por Vivian K. às 21h45 [] [envie esta mensagem]



Sobre mães...drogas e escola...parte I

Ao  chegar hoje para trabalhar no período noturno uma mãe desesperada me aguardava, queria ajuda, queria ser ouvida e falar da dor de descobrir seu filho se  drogando pesadamente....triste história a dessa mulher que como tantas outras vive o drama de ver seu filho  sendo  engolido   pelo círculo vicioso das drogas....digo isso pois não podemos continuar separando as drogas...da pobreza...da miséria...do abandono familiar...a droga traz para os nossos jovens e aqui me refiro aos da minha  comunidade( pobre e periférica) a possibilidade de ver o mundo menos cinza e com mais cores...e assim tingir sua realidade tão feio de cores melhores...A escola que reflete todas as mazelas e problemas sociais passa então a sentir em seu cotidiano os efeitos disso...um pouco em crise diante de tudo. me pergunto: até quando continuaremos de mãos atadas?

Em meio a tudo isso tive contato com um material muito bem organizado e encaminhado as escolas...que fala sobre a conscientização dos jovens sobre a questão das drogas- Tá na roda..muito bom e interessante...mas como até o que é bom é complicado por aqui: recebi o material em parceria com outra escola...juntos totalizamos mais de 3.000 alunos e temos que dividir o material...pode?..penso é por isso que as coisas na rede pública muitas vezes morrem na praia...o projeto é demais...o material super..e erram como sempre na finalização...

Hoje termino  entre indignada e entristecida pelo depoimento pungente da mãe...MAria como tantas Marias que querem salvar seus meninos..



 Escrito por Vivian K. às 00h02 [] [envie esta mensagem]



Uma rotina nada fácil

A rotina de uma diretora de escola não é nada fácil, final de bimestre conselho de classe e série...por isso alguns dias sem registrar nada por aqui. Pretendo amanhã escrever um reflexão sobre a prátiva avaliativa na escola pública e o quanto estamos ainda distantes de uma avaliação efetivamente diagnóstica.

Hoje termino por aqui.



 Escrito por Vivian K. às 22h01 [] [envie esta mensagem]



Uma rotina nada fácil

A rotina de uma diretora de escola não é nada fácil, final de bimestre conselho de classe e série...por isso alguns dias sem registrar nada por aqui. Pretendo amanhã escrever um reflexão sobre a prátiva avaliativa na escola pública e o quanto estamos ainda distantes de uma avaliação efetivamente diagnóstica.

Hoje termino por aqui.



 Escrito por Vivian K. às 22h01 [] [envie esta mensagem]



Hoje li um artigo sobre mães que um querido amigo escreveu e falei com ele sobre o que a falta de amor provoca nas pessoas...me agrada mais o termo amorosidade (Paulo Freire) do que afetividade(Gabriel Chalita) no entanto uma coisa é inegável...os seres humanos precisam de amor e respeito para que possam dentro do espaço escolar desenvolver suas habilidades e competências...educadores: não se separa o que um ser humano é em relação a sua vida e escola...daí o fracasso de muitas crianças e jovens...

Que possamos ampliar nosso olhar e ver além dos muros escolares...não de forma paternalista e super protetora..mas que vejamos nossos alunos como um todo!



 Escrito por Vivian K. às 23h59 [] [envie esta mensagem]



nosso grande mestre!

Falar em educação, sobretudo dos menos favorecidos, dos excluídos sem falar de Paulo Freire é no mínimo um grande equívoco...

 "Aprender para nós e construir,reconstruir,constatar para mudar, o que não se faz sem a abertura ao risco e à aventura do espírito"(Paulo Freire)

 



 Escrito por Vivian K. às 01h06 [] [envie esta mensagem]



.........." Repartir idéias para que todos tenham pão"(Leonardo Boff)



 Escrito por Vivian K. às 00h57 [] [envie esta mensagem]



A gente não quer só comida!!!

   Salário base de uma diretora de escola  ...1.249,00 reais...alguns adicionais e chegamos a vultosa soma...pasmem!!! de 1.500,00 reais...interessante não? façamos as contas:

400,00 reais( para morar com o mínimo de dignidade)/ 100,00 entre luz e água/ 400,00(para uma alimentação minimante digna) 80,00 telefone, transposte (aproximadamente 250,00 reais), 50,00 reais de impostos,....roupa, calçados,farmácia....etc( ressalto que esses gastos se aplicam ao custo de vida no estado de SP)

Viagens...? Livros? formação contínua? tv a cabo/ teatro? cinema?....Aos governantes: os senhores viveriam com este salário?

Lembrando Titãs: a gente não quer só comida...a gente quer balé...amor...diversão e arte!!!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 



 Escrito por Vivian K. às 00h38 [] [envie esta mensagem]



blog feinho

Nossa! estava vendo a estética do meu blog...que coisa feia! só sei de uma coisa...vou usar e abusar das cores...mas preciso inserir imagens... essas coisas....estou aceitando contribuições dos desavisados que por ventura venham parar aqui...



 Escrito por Vivian K. às 00h23 [] [envie esta mensagem]



Intenso

Não acredito em coisas mornas...acredito na intensidade das emoções...por isso tenho uma relação com meus alunos intensa...costumo dizer lá na escola que não há nada pior que a indiferença!Por isso ontem vim para casa pensando em um menino, meu aluno que carrega um sonho: o de conhecer o pai...direito este negado por sua mãe que decidiu por ele...e me pergunto enquanto educadora...até quando continuaremos a ver nossas crianças apenas como um vir a ser...???



 Escrito por Vivian K. às 00h11 [] [envie esta mensagem]